20.2.17

[Resenha] Eu estive aqui - Gayle Forman



Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?"


 "Eu estive aqui" tem como personagem Cody, que desde criança é melhor amiga de Meg, elas são como unha e carne, elas moram em uma cidadezinha do interior e fazem muitos planos, inclusive o de estudar juntas em Washington, porém Meg acaba ganhando uma bolsa em uma prestigiada faculdade em Tacoma e consequentemente elas acabam se afastando um pouco.

 Meg chamava atenção pela sua beleza, inteligência, simpatia e Cody sempre a via com grande admiração, e isso incluia sua família. Meg tinha um irmão mais novo,  pais maravilhosos que tratam a Cody como filha deles e, ás vezes, parecia mais pais dela do que a sua própria mãe, Tricia, que passa seus dias trabalhando em um bar para sustentá-las.

 Tudo parece ir bem até que Cody recebe um e-mail surpreendente:

"Sinto informar que precisei dar fim a minha própria vida. Estou adiando esta decisão há muito tempo e ela é minha e de mais ninguém. Sei que isso lhe causará sofrimento, e lamento que seja assim, mas saiba que eu precisava acabar com a minha dor. Não tem nada a ver com você, mas tudo a ver comigo, Não é culpa sua."
                                              Meg

 Cody se ver perdida. Como sua melhor amiga toma a decisão de tirar a sua própria vida e ela não percebeu os sinais? Será existe mais acontecimentos que Meg não a contou? Será que poderia ter evitado que ela se suicidasse?

 Os pais de Meg ainda muito abalados, pede a Cody para que ela vá até Tacoma buscar as coisas da filha. Quando ela abre o notebook de Meg percebe que há um arquivo criptografado, extremamente muito dificil de abrir. Além de e-mails com um tal de Ben Mc Callister, porém os emails recentes oram apagados. Será que alguém a ajudou a tomar essa decisão? Será que há outro responsável pela morte de Meg?

O mistério que ronda a história te faz ser amiga de Cody e sentir toda a sua aflição. Achei o tema ótimo para ser centralizado, já que não vejo muitos livros sobre o assunto. Embora eu ache que o assunto poderia ser um pouco mais aprofundado, a narrativa é muito boa e estou torcendo muito para que vire filme.  

Espero que tenha gostado da resenha! Até o próximo post! 

Um comentário:

  1. OI Pri

    eu adorei a resenha e queria saber o fim da história.
    me conte pq agora fiquei mega curiosa... conta vai!!
    hahahah

    bjinhos

    http://www.maricotacaradericota.com

    ResponderExcluir

Paris de Priscila 2016 © Todos os Direitos Reservados

Design & Desenvolvimento por Moonly Design | Imagens Cabeçalho por Freepik