29.5.16

Tenho que ir



A primeira vez que eu me senti assim foi no aniversário da sua mãe, quando sua tia nos perguntou quando iremos definitivamente casar. Você riu e disse "em breve", e eu me questionei se queria que fosse tão em breve assim. 
Eu me senti assim muitas vezes depois. Quando eu me calei enquanto você planejava nossos próximos 100 anos juntos, quando eu comecei a sentir seu beijo de forma diferente... E quando eu disse que estava cedo para mudarmos para um apartamento maior, foi só uma desculpa tola. É que algo mudou por aqui e eu não sei como. Por favor, não pense que fez algo de errado. A nossa história eu vou guardar como uma lembrança boa para recordar nas tardes de domingo. 
Hoje é madrugada de sábado, e por isso, te peço desculpas pelas confusões do texto e pelas que eu te causei. Enquanto você dorme tranquilo, eu choro baixinho por querer ficar e por precisar ir.E não pense que esta é uma carta de despedida, pois eu vou sozinha, mas levarei você em meu coração.

Acompanhe o blog pelas redes sociais para ficar sempre por dentro dos novos posts:
Insta/ Twitter: @parisdepriscila
Fan Page: /parisdepriscila
Snap: priscilamayhew

16 comentários:

  1. Que texto curto porém intenso, fiquei aqui imaginando tantas coisas. Me encontrei em alguns parágrafos sabe, me vi em algumas palavras.bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
  2. Uau, senti o coração pesado aqui, mas isso acontece nos relacionamentos mesmo. Amei o texto!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  3. Esse texto me lembrou muito um livro que eu li da Renata Varela, Por Que Aceitei Aquele Pedido?. O livro fala exatamente sobre isso, querer estar, mas querer ir. Amei!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto, as palavras duras porém com sentimento e firmeza. Adoro textos assim, que faz nós, leitoras nos identificarmos. Blog lindo!! Adorei o layout. Beijão ♥

    http://sorrisosnooutono.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Miga que lindo!!!
    Eu me emocionei demais, são coisas que a gente não prever né??
    Você escreve muito bem sua linda... <3
    Blog Li Mais Um

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Antes de tudo , eu adorei o seu layout e as fontes que você usa ❤️

    Sobre o texto, muito lindo, apesar de ter um relato triste.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Ai que doeu em mim isso, parece que vi um filme na cabeça :/. Mto bom!

    ResponderExcluir
  9. Texto maravilhoso! É duro termos que lutar contra nós quando a perfeição, ou o que dizem ser perfeição, não nos basta! ;/

    ResponderExcluir
  10. Que texto maravilhoso! Curto que diz tudo..
    Beijos,
    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que triste. Amei seu texto e imagino o quanto ele deve ter ficado arrasado com a ida de sua amada.

    ResponderExcluir
  12. Uiiii que carta hein, não tenho interesse de recebê-la não, parabéns pelo texto, super emocionante.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Nossa que profundo, bem natural e simples, como a mudança acontece =/
    www.cantinhob.com

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem? Que texto mais incrível. Senti um nó na garganta lendo cada palavra e querendo que não fosse embora. Mas as vezes não é possível ficar e isso nos causa grande tristeza. Você escreve muito bem, parabéns! Beijos, Érika ^^

    ResponderExcluir
  15. Pri!
    que texto né?!
    PARABÉNS!

    um dia quero um texto desse para publicar no meu blog.
    pode?!

    Bjinhos
    http://www.maricotacaradericota.com/2016/06/dicas-de-presentes-no-dia-dos-namorados.html

    ResponderExcluir

Paris de Priscila 2016 © Todos os Direitos Reservados

Design & Desenvolvimento por Moonly Design | Imagens Cabeçalho por Freepik