31.10.13

UTI

  


Todos os dias, eu me recordo daquele tchau que parecia até logo, mas foi um adeus.  Meu coração está na UTI desde que a ficha caiu.  Depois que se é quebrado, não voltará à mesma forma, estou a cada dia montando um pedacinho ao outro. Ainda dói e parece que não vai ter total recuperação. Confesso, achei que seria o fim, não tive esperanças, mínimas as chances de sobrevivência, to seguindo com calma, bem mal.

Tu não poderias estás falando sério. Várias às vezes, tu dizias que irias embora, mas sempre voltava para mim, para nós.  Tu não retornaste minha ligação, e eu fiquei preocupada. Venho ás lágrimas todos os dias. Falei sério, quando disse que tu eras meu chão.

E essas borboletas que tu tantas vezes me causaste, parece que estão consumindo meu estômago. Ele está embrulhado e revirado. Não sabia que era tão fraca. Uma parte do meu corpo foi arrancada de uma só vez e ainda sangra. Teu cheiro ainda está por aqui, cada vez mais escasso  me dando vontade de comprar o teu perfume, mas não posso me machucar (ainda) mais. Tu foste e sei que não volta. Nós, não temos volta. Tu estas muito bem e deveria me ensinar como. Eu deveria prever que isso fosse acontecer, tu eras muito pra mim, sempre achei que você merecesse alguém melhor. Mas tu eras o melhor pra mim.

Promete que quando nos vemos, vai dar aquele sorriso largo, que só tu sabes dar que eu te prometo o meu sorriso frouxo. Tudo foi tão perfeito.  Descobri o que é amor de verdade e vontade casar. Descobrir o sentido das músicas melosas. Descobrir tantas coisas.  Obrigada por todos os momentos. Obrigada aguentar minha chatice. Obrigada por tudo e todos.



Tudo que tínhamos passou, ficou, marcou,acabou.

2 comentários:

Paris de Priscila 2016 © Todos os Direitos Reservados

Design & Desenvolvimento por Moonly Design | Imagens Cabeçalho por Freepik